09 janeiro 2009

Filtro de ar

Os automóveis modernos apresentam, à entrada do carburador, um filtro de ar cuja
função principal consiste em evitar a entrada de poeira e outras partículas no
carburador e consequentemente nos cilindros.
Um motor utiliza entre 2000 L. e 5000 L. de ar por minuto, sendo absolutamente
necessário a existência de um filtro para evitar a entrada de partículas de poeira,
que iriam obstruir calibradores de ar ou originar desgaste nos pistões e nos
cilindros.
Os filtros, quando sujos, oferecem uma certa resistência ao fluxo de ar e afetam o
rendimento do carburador devendo portanto ser limpos ou substituídos a intervalos
regulares, como por exemplo, a cada 10.000 km.


O filtro de ar também atua como silencioso, já que atenua o ruído que produz o ar ao entrar no coletor de admissão.
O filtro e a tomada de ar são projetados de maneira a diminuir a ressonância causada pelas flutuações de pressão no coletor de admissão.
Os motores têm, na sua maioria, um circuito fechado de respiração que evita que os gases do Carter passem para a atmosfera.
Alguns sistemas põem o cárter em comunicação com o
filtro de ar por meio de um tubo de borracha ou plástico que liga a tampa das
válvulas ao filtro. Em outro sistema a comunicação é feita com o coletor de
admissão.
Numerosos filtros de ar têm posições para verão e inverno. Na posição de inverno o
filtro aspira o ar que circunda o coletor de escapamento, o que facilita o arranque à
frio e evita que o carburador gele. Contudo, dado que o ar quente perde densidade,
verifica-se uma ligeira queda de rendimento. Já nos países temperados ou quentes
não é necessária a mudança de posição.
Esta mudança de posição é feita automaticamente pela válvula thermac.
Existem vários tipos de filtros de ar, dependendo as suas formas e dimensões
geralmente do espaço ocupado pelo motor. O filtro com elemento de papel é o mais
utilizado tem uma maior leveza e capacidade. O elemento filtrante é fabricado com
papel fibroso tratado com resina, dobrado em sanfona a fim de oferecer uma
melhor superfície de contato com o ar que o atravessa.
O filtro em banho de óleo foi amplamente utilizado em países onde o ar está
impregnado de poeira. O ar que penetra pelo centro do filtro passa pelo banho de
óleo, onde ficam retidas as partículas de poeira mais pesadas. Quando o ar passa
pelo elemento de rede metálica (em baixo), a poeira restante e algumas partículas
de óleo arrastadas no movimento do ar ficam nele retidas, completando-se assim a
filtragem do ar, que chega limpo ao motor.

Filtro de rede metálica


A rede metálica, o tipo mais simples de filtro de ar, consiste numa rede de malha
larga impregnada de óleo antes de ser colocada no filtro. A sua duração é
praticamente ilimitada, desde que a rede seja desmontada periodicamente para
limpeza e impregnação de óleo. Existia uma infinidade de modelos de filtros de rede
metálica, alguns dos quais apresentavam uma câmara idêntica à de um silencioso
de escapamento, a fim de reduzir o ruído.

Nenhum comentário: