28 dezembro 2008

Sistema de Arrefecimento (Parte 4)

- Termostato: Elemento responsável pelo controle de temperatura do motor e o rápido aquecimento do mesmo, quando frio. É uma válvula que se abre e fecha permitindo ou não a passagem do líquido de arrefecimento. Quando fechada, não ocorre a troca de calor, fazendo com que o líquido que está no motor sofra um rápido aquecimento. Quando aberta, permite que o líquido resfriado penetre no interior do motor, baixando sua temperatura.

Alguns mecânicos retiravam essa válvula do sistema alegando que a mesma prejudicava a refrigeração. Isso não é verdade. Uma vez sem o termostato, a temperatura do motor oscila muito, ora trabalhando muito aquecido, ora com temperatura muito baixa.

Motores trabalhando com temperatura baixa tem um desgaste mais acentuado e um maior consumo de combustível.



A sua temperatura de abertura e fechamento dependem do tipo de motor e do combustível que é utilizado. Motores a álcool normalmente trabalham com temperaturas mais elevadas.

- Indicador de temperatura: Localizado no painel de instrumentos do veículo, esse dispositivo tem por finalidade, informar ao motorista sobre as condições de temperatura do motor.

O indicador de combustível é um voltímetro analógico instalado no painel de instrumentos. Esse dispositivo mede a tensão num resistor fixo localizado no próprio painel, que está ligado em série com um resistor variável por temperatura (termistor). Forma-se então, um divisor de tensão no circuito.

Ao lado temos um termistor.

A tensão fornecida para o circuito é estabilizado em torno de 9 volts, para que não possa haver variação na medição em função da tensão da bateria. Para isso, utiliza-se um estabilizador de tensão (regulador).

Nenhum comentário: