17 dezembro 2008

Sincronizando o corpo de borboleta com a unidade de comando MP 9.0

Esse é outro cuidado muito importante no sistema 1AVS e 1AVI. A exemplo do que já vimos nos sistema MP 9.0, a estratégia de reconhecimento da marcha lenta e dash pot (amortecimento da desaceleração) é comandada por um servo motor que atua diretamente na borboleta do acelerador. Essa informação também é válida para o sistema 1AVS e 1AVI . O recurso permite que a borboleta tenha um acionamento independente do cabo do acelerador, de até 22 graus de abertura pelo próprio servo-motor (V60). Para o reconhecimento desta estratégia de trabalho, os sistemas 1 AVS e 1AVI utilizam no corpo de borboleta um sensor de posição em em função do cabo do acelerador (69), um sensor em função do trabalho do servomotor (G88) e um interruptor (F60) que informa se a borboleta encontra-se na posição de marcha lenta.

Os valores da tensão de trabalho desses três sensores devem se memorizados pela unidade de comando na sua memória adaptativa para que sejam utilizados como referência de trabalho, garantindo a estabilidade da marcha lenta. No caso destes sistemas, esse procedimento "não é realizado via scanner", como normalmente acontece em outros. Em geral, se houver o comando de ativação do conhecido "ajuste ou regulação básica" via scanner, a unidade de comando apenas lhe fornecerá uma tela de leitura, mas, "não" executará o ajuste básico. Para obter o sincronismo do corpo de borboleta com a unidade de comando proceda da seguinte maneira:

1- Desligue o cabo negativo da bateria por "duas horas". Este procedimento limpará a memória adaptativa.
2- Mantenha a ignição desligada, e religue o cabo negativo da bateria.
3- Agora ligue a ignição sem dar partida no motor. Mantenha a ignição ligada por 20 segundos.
4- Passados os 20 segundos, dê a partida no motor sem desligar a ignição. Deixe o motor funcionar até que sua marcha lenta se estabilize entre 770 e 870 rpm. Pronto, com esses procedimentos se consegue o ajuste básico e o funcionamento normal do motor, na marcha lenta, acelerações e dash pot.

Nenhum comentário: