28 dezembro 2008

GNV - Gás Natural Veicular


Os veículos são originalmente projetados para uso de combustíveis líquidos como o álcool, a gasolina e o diesel. Para utilizar o GNV necessitam receber acessórios (kit de conversão) que são agregados aos equipamentos originais do veículo, tornando-o bi-combustível. No diagrama abaixo, verifique os principais acessórios que compõem o kit de conversão."

Composição do sistema

1. Cilindro;
2. Chave comutadora;
3. Tubulação;
4. Emulador;
5. Variador de avanço;
6. Válvulas de corte de combustível;
7. Redutor;
8. Misturador;
9. Válvula de abastecimento;
10. Mostrador de combustível.

1- Cilindro de armazenamento com válvula
Fabricados a partir de tubos de aço sem costura, são apropriados para o armazenamento do GNV a uma pressão de 200 kgf/cm². A válvula instalada nestes cilindros é dotada de dispositivo de segurança para os casos de excesso de pressão.

2- Chave comutadora de combustível (gás - líquido)
Comanda eletricamente as eletro-válvulas de combustível (gás/líquido) controlando a passagem de um combustível para outro a partir do painel do veículo.

A figura ao lado mostra uma chave comutadora, a qual possibilita a escolha do tipo de combustível a ser utilizada.

3- Tubulação
São as canalizações do sistema por onde passa o GNV

4- Emulador
Responsável pela manutenção da regulagem do motor mesmo após a troca do combustível.


5- Variador de avanço
Processa as informações recebidas da unidade de comando da ignição eletrônica, adequando o ponto de ignição em função da rotação e compensando as perdas decorrentes da diferença de velocidade de propagação de chama entre o combustível líquido e o gasoso.

6- Válvulas de corte de combustível
São acionadas eletricamente e comandam a passagem de combustível (gás/líquido) para o motor.

7- Redutor de pressão

Principal item do kit de conversão, é responsável pela redução da alta pressão de armazenamento do GNV nos cilindros até a pressão de utilização no motor. É dotado de dispositivos de segurança e de fechamento elétrico ou a vácuo.

8- Misturador
Responsável pelo controle da quantidade de gás dentro do motor, estabelecendo a relação ar/combustível mais próxima do ideal. Pode ser de concepção mais simples (misturador) ou eletrônica (injeção direta).

9- Válvula de abastecimento
Multi-válvula com dispositivo de abastecimento, fechamento rápido e retenção do gás armazenado nos cilindros. Esta válvula permite que o veículo seja abastecido com segurança.

10- Mostrador da quantidade de combustível
Indicador da quantidade de GNV disponível nos cilindros de armazenamento.
O combustível ecologicamente correto

Melhoria dos padrões ambientais

São inúmeras as vantagens econômicas do uso do gás natural, mas sua maior contribuição é diretamente na melhoria dos padrões ambientais. O gás natural é um combustível fóssil, encontrado no subsolo, associado ou não com petróleo, composto basicamente de gás metano.

Devido à sua pureza, produz uma queima limpa e uniforme, isenta de fuligem e outros materiais que possam prejudicar o meio ambiente, os equipamentos utilizados na queima ou o próprio produto, no caso de uso industrial. Ao substituir, por exemplo, a lenha, o gás reduz o desmatamento. Já nas grandes cidades, ele diminui drasticamente a emissão de compostos de enxofre e particulados, sem gerar cinzas ou detritos poluentes oriundos da utilização de outros combustíveis. Um processo que assegura sua efetiva colaboração com a melhoria da qualidade do ar que se respira.

Um comentário:

Anônimo disse...

por que as figuras não abrem